Análise quantitativa do comportamento: possíveis interfaces entre Psicologia e Economia no estudo de tomada de decisões

##plugins.themes.bootstrap3.article.main##

Thiago Cersosimo Meneses
Bianca Sanches Portella
Marcelo Frota Lobato Benvenuti

Resumo

Desenvolvimentos no emergente campo da Economia Comportamental têm
proposto uma visão atualizada sobre comportamentos antes taxados como “irracionais”, o
que fundamentou mudanças significativas na modelagem econômica clássica de estudos de
tomada de decisão. Michie et al. (2011) aponta, no entanto, modelos comportamentais
baseados em evidência e com consistência interna ainda representam uma carência da área.
Grande parte das teorias que embasam aplicações acabam encontrando-se enraizadas em
conhecimentos intuitivos ou de senso comum sobre o comportamento. Argumenta-se que a
Psicologia Comportamental oferece um corpo relevante de teorias e evidências que podem
contribuir para uma compreensão robusta e baseada em evidências sobre a natureza do
comportamento por parte das Ciências Econômicas. Tais contribuições podem ser úteis
para uma melhor compreensão de como variáveis essenciais para predizer comportamentos
o afetam, possibilitando melhor planejamento de aplicações. Alguns caminhos relevantes
pelos quais ambas as áreas podem se beneficiar de uma comunicação mais fluída serão
discutidos.

Downloads

Não há dados estatísticos.

##plugins.themes.bootstrap3.article.details##

Como Citar
Meneses, T. C., Portella, B. S., & Benvenuti, M. F. L. (2021). Análise quantitativa do comportamento: possíveis interfaces entre Psicologia e Economia no estudo de tomada de decisões. Revista Brasileira De Terapia Comportamental E Cognitiva, 23(1), 1-19. https://doi.org/10.31505/rbtcc.v23i1.1518
Seção
Seção Especial: Análise do Comp., Teoria dos Jogos e Economia Comportamental