Desenvolvendo comportamentos próssociais em crianças através de tootles e do trabalho preventivo em rede

##plugins.themes.bootstrap3.article.main##

Thiago Wisniewski Calegari
Candido Vinicius Bocaiuva Barnsley Pessôa
Roberta Kovac

Resumo

Este estudo avaliou os efeitos de um projeto gamificado utilizando tootles sobre a incidência e prevalência de comportamentos pró e antissociais em duas turmas de crianças de uma escola pública. Crianças e professoras foram encorajadas a escrever tootles e colá-los em um mural de acordo com os desafios apresentados. Cada tootle resultava em 1 ponto para a turma. Se crianças e professoras alcançassem a quantidade mínima de tootles durante cada desafio, outros setores da cidade organizavam atividades recreativas às crianças como forma de comemoração. Observações diretas do comportamento de oito crianças foram conduzidas diariamente. Os resultados mostraram aumentos na incidência e prevalência de comportamentos próssociais em ambas as turmas, com efeito mais pronunciado na Turma A. Comportamentos antissociais permaneceram estáveis e próximos a zero. Outros exemplos de comportamento próssocial foram relatados além daqueles inicialmente previstos. Por fim, as professoras avaliaram o projeto positivamente. Limitações e recomendações para replicações são então discutidas.

Downloads

Não há dados estatísticos.

##plugins.themes.bootstrap3.article.details##

Como Citar
Calegari, T. W., Pessôa, C. V. B. B., & Kovac, R. (2021). Desenvolvendo comportamentos próssociais em crianças através de tootles e do trabalho preventivo em rede. Revista Brasileira De Terapia Comportamental E Cognitiva, 23(1), 1-21. https://doi.org/10.31505/rbtcc.v23i1.1573
Seção
Seção Especial: Análise do Comp., Teoria dos Jogos e Economia Comportamental